sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Again - 5º capítulo


 no capítulo anterior 

Você Tchau. - me virei e fui caminhando. Rezei para ouvir ela me chamando de volta, e olha só: ela chamou. Olhei para o relógio no meu pulso e percebi que um novo dia havia começado. Eram duas e uma da madrugada. Quem sabe hoje, o dia não esteja perfeito pra mim? Virei pra trás olhando diretamente para aquela perfeição, e foi só ouvir o que ela disse para que o sorriso mais bobo aparecesse no meu rosto. - eu gostei de conhecer você. 

Justin: Eu também (seu nome) - ela sorriu mordendo o lábio inferior e logo depois acenou. [...] cheguei no meu quarto muito cansado. O dia foi terrível. O pior da minha vida com certeza. Mas eu não mudaria nada. Se passar por tudo aquilo me fez conhecer aquela garota, eu faria tudo novamente sem pensar duas vezes. Porq no final, valeria a pena. Deitei na cama e antes de cair no sono rezei. Rezei para que esse novo dia fosse melhor que o anterior. E que nenhuma tragedia mais acontecesse comigo. E por fim, rezei para que (seu nome) ficasse bem. Porq agora, mais do que nunca, eu me preocupava com ela. E se ela estivesse bem, com certeza eu estaria também. 
Amém.


5º capítulo 


Eu e ela. Somente nós dois. Estávamos sentados em uma toalha esticada naquela grama verde. Ela estava com a cabeça em meu peito e eu com as minhas mãos em torno do corpo dela. Ela sorria enquanto eu sussurrava uma música em seu ouvido. Aquilo parecia um sonho. Um sonho no qual eu nunca desejaria acordar. Só eu, ela e mais ninguém.

"JUUUUUUUUUUUUUSTIN, DESGRAÇA! LEVANTA." e só bastou isso para eu levantar da cama em um pulo. Ryan! Tinha que atrapalhar a melhor parte do sonho?

Justin: Porq você tá aqui cara? Quem deixou você entrar, e como você entrou? - eu disse passando a mão nos olhos. 


Ryan: Você devia tá tão lezado ontem que esqueceu de fechar a porta. - eu arregalei os olhos e comecei a olhar em volta do quarto, conferindo se tudo estava no seu devido lugar. - não colocou o celular pra carregar?

Justin: Que?

Ryan: Mas 'cê' tá tapado mesmo, credo.

Justin: Vai se fu...

Ryan: COMO eu estava dizendo... você está atrasado de novo.

Justin: De novo? Sério? - peguei o celular e vi que ele estava ligado, dessa vez eu que não acordei mesmo. - ah que caralho, de novo? - eu levantei da cama e comecei a me arrumar. Mas aí eu parei e pensei. O dia já começou igual o de ontem... então eu tenho chance de encontrar ela. Sorri comigo mesmo e fui fazer exatamente tudo o que havia feito no dia anterior. Fui até a estação de metrô com o Ryan. Chegando na faculdade, fui logo me sentando no banco para esperar o outro horário. Mesmo a aula não sendo com o Sr. Lumbert. Subi e desci as escadas três vezes, até a secretária vim chamar a minha atenção. Não taquei a corda do violão no meu olho, claro, mas fui até o banheiro fingindo estar com algum machucado. Sai correndo pela entrada da faculdade, enfiei minha perna em uma poça, liguei pra minha mãe e pedi que a Jazmyn me pedisse uma boneca. Corri até a estação do metrô e fiz questão de perder o primeiro.Esperei o próximo, mas pra minha decepção, ela não estava lá. Procurei por todo o metrô, mas nada. Talvez eu estivesse precipitado demais. É como dizem, o raio não cai duas vezes no mesmo lugar. Ou seja, não é só porq aconteceu ontem que teria que acontecer hoje. Se isso faz algum sentido.  

Decepcionado, fui caminhando para o hotel. Os flocos de neve começavam a cair, como toda a tarde. Passei a mão no cabelo tirando alguns desses que estavam lá. Assim que entrei  fui direto para o elevador, subindo até meu quarto. 

Justin: Chaz, o que faz aqui? - disse assim que pisei o pé no quarto e o encontrei na minha cama, junto com Ryan. Ou não, não pensem nenhuma besteira. Meus amigos podem ser inúteis, mas não jogam no outro time. 

Ryan: Eu não mereço isso. Não mereço mesmo. - ele levantou da cama dando um leve soco na parede. - primeiro é o Justin chorando por um pé na bunda. Agora vem o Chaz com a mesma boiolagem. Ah vocês vão tomar... naquele lugar. 

Chaz: Mas.. eu amo aquela garota. - ele disse fazendo cara de choro.

Justin: Quando você descobrir o que é amor, você repete isso ok?

Ryan: UI, depois dessa eu comia jornal e saía cagando notícia. 

Chaz: Cala a boca seu viado. - ele afundou no colchão e colocou o travesseiro no rosto, abafando o grito que ele acabara de dar. - EU AMO AQUELA GAROTA, E EU QUERO ELA DE VOLTA. 

Ryan: A gente sabe, então fala isso pra ela e me poupe de mais uma crise apaixonada, já basta o Justin chorando pelos cantos. 

Justin: EI. 

Ryan: Ei nada, porq só eu mereço isso? - ele olhou pra cima, levantando as mãos - ô Todo Poderoso, coloque umas garotas na vida desses dois, por favor. Não é legal ter que aguentar choradeira o dia inteiro. Um é muito, dois então... 

Chaz: Não dá pra conversar com você. - ele levantou nervoso da cama - você é meu amigo, tem que me consolar. 

Ryan: Como é que é? Consolar? - Ryan deu um riso debochado - você tá de zoa né? Meu irmão, deixa eu te falar uma coisa. - ele colocou um dos braços em volta do ombro de Chaz - você falou certinho, eu sou o seu amigo, não o Hitch Conselheiro amoroso. Pelo amor né? Se toca, vai fazer suas festinhas, chama as gatinhas, pega várias em uma noite. Não é isso que você gosta? Então. 

Justin: Agora eu entendo porq você não tem uma namorada Ryan. Que tipo de menina iria ficar com você ?

Ryan: As do tipo do Chaz. 

Chaz: Como é que é meu caro? 

Justin: Me fazem um favor, saem do meu quarto os dois. - eles ficaram me olhando debochados - AGORA! 

Chaz: Eu não gosto mais de vocês. Amigos ingratos. 

Justin: Se você quer ela de volta, fale com ela. Você ganha mais. Só não ganha ela... porq eu vou te falar, o negócio tá feio pra você. E agora é pra valer. - ele balançou a cabeça e saiu batendo a porta. 

Ryan: Vocês cansam a minha beleza. - ele revirou os olhos.

Justin: Vaza você também. Ou qual a parte do 'vocês dois' você teve a capacidade de não entender? 

Ryan: Mas você tá chato, pqp. - ele bateu a porta. 

Justin: Só pra avisar que não é geladeira não tá? - bufei e joguei minha mochila no chão, em seguida, deitei na cama na tentativa de dormir e esperar por mais um dia. Ouvi meu celular tocando... suspirei fundo e levantei pra pegá-lo. - Alô? - disse desanimado. 

"Justin? Hey sou eu." 

Justin: Eu... quem?

"Poxa Justin, eu. A ( seu nome )"

Justin: ( seu nome ) ? Er.. oi.

"Oi"

Justin: Er.. está tudo.. bem?

"Oh, sim sim. E com você?"

Justin: Também. Er... alguma razão pra.. me ligar? 

"É que eu... queria conversar com você e .. tem que ser agora."

Justin: Tá.. aonde você está?

"Me encontre daqui trinta minutos no Starbucks perto da minha casa. Tá?"

Justin: Claro, claro. Er.. tchau.

"Tchau."

Justin: Beijos. 

E a ligação, terminou. Corri até o banheiro e tomei um banho rápido. Enrolei a toalha na cintura e fiquei parado em frente ao guarda roupa, tentando decidir qual roupa vestir. Ótimo, agora eu to fudido mesmo. Escolher roupa? Eu sempre vesti a primeira coisa que estava na minha frente. Poxa garota, o que é que você está fazendo comigo? 
Chamei Ryan e Chaz, que ainda estavam no hotel, e pedi a ajuda deles - que cá entre nós foi a mesma coisa que nada --' - mas eles entraram em um acordo e o resultado final foi esse:



Justin: Tá apropriado? Sei lá, to me achando tão..

Ryan: Gay? 

Chaz: Qual é o problema que você tem com os gays?

Ryan: Ué nenhum, porq?

Chaz: Porq tudo agora é gay pra você. Aí Justin, achei a resposta certa do porq ele não ter uma namorada, porq ele quer um namoradO. 

Ryan: Repete isso seu desgraçado. - ele disse indo pra cima de Chaz, enquanto eu revirava os olhos. 

Justin: Olha eu já vou ok? - disse pegando meu celular e colocando no bolso da calça - não baguncem nada e não quebrem nada, falou? - olhei para os dois, que se batiam - Falou. - saí do quarto e peguei o elevador. 
Estava a meia hora no Starbucks e nada dela. Pegava o celular a cada dois minutos na tentativa de ligar pra ela, mas colocava na minha cabeça que mulher é assim: sempre atrasa. Quarenta, cinquenta minutos e nada dela. Uma hora depois, levantei da mesa. Cansei de esperar, devia ser só gracinha com a minha cara. Normal isso acontecer comigo. 
Passei a mão no cabelo e olhei para trás, uma última vez, só pra ver se ela vinha. A rua continuava vazia. Balancei a cabeça e segui caminho ao hotel. 

"Justin!" 

Escutei alguém me chamando de longe, virei pra trás e pude ver ela correndo em minha direção.  

Você: Hey, me desculpa... - ela ofegava - ... pelo atraso. Aconteceu um problemão na minha casa, e como sempre a culpa foi minha. - ela levantou as mãos e em seguida colocou na cintura - aí eu tive que resolver, e nem deu pra te ligar e... desculpa mesmo. - ela abaixou a cabeça parecendo nervosa.

Justin: Não.. er.. tá tudo bem. - sorri de canto. 

Você: Não tá. Sua cara está dizendo isso. - ela suspirou - ainda posso falar com você? 

Justin: Cla.. claro. 

Você: Podemos ir andando? 

Justin: Uhum. 

Você: Ok. - ela saiu andando na frente e eu logo a acompanhei. Havíamos dados muitos passos, e isso mostra que percorremos um caminho muito longo. Tá, isso não importaria se desde então, nós não havíamos dito uma palavra sequer. Mordi o lábio inferior e pensei em algo pra puxar assunto, mas nada saía. Era involuntário o fato de eu ficar nervoso perto dela. Eu nunca havia ficado assim com alguém antes, e isso comprovava o fato que eu já desconfiava há algum tempo: eu estou apaixonado. Completamente apaixonado por essa garota. - Justin... bem... eu andei pensando muito nesses últimos dias. Sabe nunca aconteceu coisa parecida comigo, e isso está sendo muito estranho confesso. Mas mesmo sendo estranho .. é bom... sei lá, eu não entendo. Mas isso me faz bem. E eu .. só queria saber se aquele negócio de amor a primeira vista é verdade mesmo. - ela parou e passou a mão no braço, mostrando nervosismo. 

Justin: Bom... é.

Você: E tudo o que você me falou ontem também?

Justin: É claro, mas ( seu nome ) olha... 

Você: Você gosta de mim Justin? 

Tá legal, tá legal. Que papo é esse? Ela tá bem mesmo? Até ontem me achava um maníaco e agora... tá dando uma de apaixonada? Eu devo estar sonhando mesmo. 

Justin: ( seu nome ) eu ... não queria dizer nada daquilo. Foi impulso, não me ache doido. Por favor. 

Você: Então você não gosta de mim é isso? - eu vi aqueles lindos olhos brilharem. Mas um brilho que não sinalizava boa coisa. 

Justin: Não, também não é assim... - tentei me explicar.

Você: Eu sabia. Ninguém nunca se apaixonou por mim, não ia ser da noite pro dia que isso ia acontecer. - ela olhou para os lados e eu pude ver que lágrimas escorriam por seu rosto.

Justin: Você tá chorando? - ela me olhou com ironia. É.. pergunta idiota também - nã.. não chora. Olha você tá entendendo tudo errado. - segurei em seu braço e a mesma o soltou com força. Ela deu meia volta e começou a andar. - hey, aonde vai? Espera. - corri atrás dela e parei em frente a mesma. 

Você: Não me entenda mal... eu só estou... de cabeça cheia. Cheia de problemas. - ela virou a cabeça mas sempre mantendo seu olhar fixo ao chão. Eu escutava seus soluços, e a cada um deles, meu coração partia cada vez mais. 

Justin: Eu posso te ajudar.

Você: Não precisa. 

Justin: Eu não perguntei, eu afirmei. - sorri de canto enquanto ela levantava a cabeça.

Você: Ain Justin - ela se aproximou e me deu um abraço. Um abraço que foi correspondido... fortemente. 

Justin: Vamos ir a um lugar mais calmo? Assim, você me conta melhor o que está acontecendo... isso é, se você quiser. 

Você: Tá... er... eu conheço um lugar. 


Continua.. 
Hey lindas, como vão? *-*
E aí curtiram o capítulo? Hein, hein? 
Psé, comentem aí deixando a opinião de vocês. É importante pra mim, poxa . 
Enfim, muito obrigada pelos comentários do capítulo anterior . 
Hm... eu sei que o capítulo não está dos melhores, mas eu não queria ficar mais tempo sem postar :)
Então é isso, até mais *-* 

8 comentários:

  1. Fiirst? Ameeeeeeeeeei o capitulo.Hoje escutei uma musica do Jus,milagres acontecem,voltando o capitulo tá peerfeito u_u.Curti muito seu capitulo.E a propósito Jus tá um gato com essa roupa!Beijos,sua diva.Posta logo

    ResponderExcluir
  2. Como tá ? Perfeito , perfeito e perfeito *---*

    Awn' isso aqui tá muito fofo >.< sério mesmo Ana Rita

    Agora é o seguinte sumida se a senhora não postar logo já sabe né ? u.u - nn

    Enfim , posta logo , logo mesmo u.u

    ResponderExcluir
  3. Selinho para você : http://nelenasempre.blogspot.com/2011/11/selinhos.html

    ResponderExcluir
  4. Amor , eu criei uma página com todos os selinhos que ganhei , e coloquei seu blog na lista dos que merecem *-* Passa lá :

    http://umabelieberforever.blogspot.com/p/selinhos-lindos.html

    Obrigada por ter um blog tão perfeito ;*

    ResponderExcluir
  5. Parabéns, você ganhou um selo aqui : http://nelenasempre.blogspot.com/2012/01/selinho.html

    ResponderExcluir
  6. Amei amei sua fic pf posta =D
    Você escreve muito bem <3

    Beijos =*

    ResponderExcluir
  7. Vooc precisa postar,isso ta ficando muito perfeito.

    ResponderExcluir
  8. Vc e demais *---*
    muito perfeita essa fic
    posta posta posta ♥-♥

    ResponderExcluir